quarta-feira, 3 de fevereiro de 2016

Cambará do Sul - RS


É a nossa cidade preferida no RS. Fica a 185 km de porto Alegre, com uma altitude de 1.031 metros e uma pequena população, com cerca de 6.545 simpáticos habitantes.

O nome Cambará, veio do Tupi Guarani, que significa: folha de casca rugosa. É uma árvore típica da região. Na praça central da cidade, é possível conhecer a planta. Suas folhas são utilizadas na fabricação de chá caseiro, que combate gripes e tosses fortes.


Foi fundada em 17 de abril de 1864 e se emancipou no dia 20 de dezembro de 1963. Antes pertencia a cidade de São Francisco de Paula.

Cidades vizinhas: Jaquirana, São José dos Ausentes, Jacinto Machado, Timbé do Sul, São Francisco de Paula e Praia Grande.

Parques: na cidade estão as sedes do Parque Nacional dos Aparados da Serra e Parque Nacional da Serra Geral.

Antes de chegarmos na cidade, passamos pelos Campos de Cima da Serra. Uma área plana, em meio aos morros. Uma paisagem linda, com plantações, imensos campos e muitos animais silvestres.
Visualizamos diversos gaviões espreitando, ou se alimentando de alguma presa. Centenas de pássaros, nos brindam com revoadas de encher os olhos.


Campings e pousadas: Existem diversos campings espalhados pela cidade. O valor que encontramos foi a partir de 15 reais por pessoa. Nas pousadas as diárias são a partir 100 reais, por casal.

Pousada Corucacas, ou Fazenda Baio Ruano: Esse é o camping onde sempre ficamos e onde mais gostamos de estar. A estrutura é ótima, a simpatia do proprietário é fora de série, as belezas são de tirar o fôlego. Para acampar o custo é de 15 reais por pessoa. Possui bons banheiros, com água quente, rede wireless, pontos com tomadas pelo pátio, 2 açudes onde podemos praticar pesca e solta, passeios a cavalo, podemos tirar leite das vacas, etc. O custo dos apartamentos era a partir de 150 reais.


Cachoeira da fazenda: Passando pelo curral e percorrendo uma trilha, chegamos na cachoeira. São duas quedas belíssimas. A força da água impressiona. Da vontade de ficar ali parado, sem fazer e nem falar nada, apenas sentindo a natureza.


Cânion Fortaleza: particularmente é o meu preferido. Fica a 23 km do centro da cidade, a estrada é de chão batido, com muitas pedras e buracos, tem 7,5 km de extensão 2000 metros de largura e atinge a altura de 1240 metros em relação ao nível do mar em seu ponto mais alto. A entrada é franca, mas não tem nenhuma infra estrutura então é bom levar água, pois para ter a melhor visão dos paredões é necessário percorrer a trilha do mirante, cerca de 1.700 metros.
A trilha é leve, no caminho cruzamos por um belo campo, gado de corte, com o rio passando ao lado, diversos córregos, que parecem artérias levando água para as quedas. Meu espírito parece se renovar, quando estou nesse local. A sensação de paz, é algo indescritível.
Lá de cima é possível ver parte do litoral gaúcho e parte do litoral catarinense, em dias claros.



Graxains: logo na entrada do cânion, os visitantes são recebidos pelos ágeis e atrevidos graxains. Eles estão acostumados com a presença de pessoas, porém não os alimentem, pois eles podem morder seus dedos. Não deixem sacolas com alimentos muito amostra, eles são ousados e quando você se der conta, seu lanche já era.


Cachoeira do Tigre Preto: É uma imensa queda, algo lindo de se ver. Podemos chegar bem na beira da queda. O som que a cachoeira emite, é algo inacreditável. Para conseguir vê-la, por completo, é preciso atravessar o Arroio Segredo e seguir na trilha. Você tem que estar em um dia de sorte, pois o nevoeiro é constante.



Pedra do Segredo: A pedra do segredo é uma rocha de 5 metros de altura que pesa cerca de 30 toneladas e está equilibrada em uma base de 50 centímetros sobre outra rocha na beira do precipício, uma verdadeira perfeição da natureza.


E para não estender muito este post, finalizamos por aqui. Logo faremos outra postagem contando um pouco mais sobre Cambará do Sul.

4 comentários:

  1. Lugar lindo!!! Concerteza eu irei conhecer!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vale muito a pena, realmente o lugar é muito lindo, se tiver uma oportunidade vá... abraço!

      Excluir
  2. Cambará é tudo de bom, nós já fizemos os dois Cânions e posso dizer que não tem nada igual a essa natureza, muito legal o teu blog, tem muitas dicas boas.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ficamos felizes que tenha gostado de nosso Blog, Sarah. Essa cidade é fantástica, realmente algo fora do comum. Abs e continue nos acompanhando.

      Excluir